Notícias

ABSTINÃNCIA SEXUAL

09/10/2007 - www.hiv.org.br

Não funciona como prevenção, diz estudo

Estudo inglês mostra que abstinência sexual não funciona como estratégia de prevenção contra o HIV

Programas que estimulam a prática da abstinência sexual como estratégia prevenção da gravidez e doenças sexualmente transmissíveis (DST) não funcionam, segundo uma avaliação realizada por pesquisadores ingleses da Universidade de Oxford. Nessa revisão sistemática, os pesquisadores avaliaram estudos de abstinência sexual em pa´sies em que a renda nacional per capita era maior do que U$ 11.000, baseando-se na premissa que esses programas seriam mais efetivos nesses países. A análise incluía ainda somente estudos que indicavam a prevenção do HIV como uma das razões do estudo. Foram identificados 13 estudos, todos nos EUA, envolvendo quase 16.000 adultos jovens. Todos os estudos compararam estratégias de aconselhamento para abstinência versus nenhuma intervenção ou uma outra intervenção de controle. Ao final da avaliação, nenhuma diferença foi encontrada nos relatos de atividade sexual, DST e gravidez, sendo que um estudo mostrou que as taxas de gravidez e DST forma maiores no grupo submetido a estratégias de abstinência. Se esses resultados podem ser extrapolados para outros locais foras dos EUA ainda é incerto, mas a mensagem é clara: Programas baseados em estratégias de abstinência não devem mais ser utilizados como estratégias de prevenção para o HIV e outras DST.
Por Marco Vitoria